Tecnologia pode transformar lixo electrónico em ouro

Embora o lixo eletrónico possa prejudicar o planeta, também abre portas a soluções inovadoras que prometem um futuro mais sustentável. Reciclar produtos eletrónicos descartados e transformá-los em ouro poderá transformar um desafio global numa prática de economia circular e sustentável, destaca um artigo da revista INNOVATORS, em artigo intitulado Nova alquimia da era digital: transformar lixo em ouro

De acordo com a quarta edição do Monitor Global de Lixo Eletrônico, GEM, divulgado pela Organização das Nações Unidas, foram produzidos 62 milhões de toneladas de resíduos eletrônicos em 2022. Esse total preencheria 1,5 milhões de caminhões de 40 toneladas.

A aposta deverá recair sobre a reciclagem, diante de um cenário em que só aumenta o consumo de dispositivos electrónicos.

O relatório estimula os países a aumentar as taxas de recolhimento e reciclagem de lixo eletrônico para 60% até 2030. Estre os benefícios da medida estão a minimização dos riscos para a saúde humana, que superaria os custos em mais de 38 bilhões de dólares.

Para além de questões de saúde, há valores económicos na reciclagem. O lixo electrónico está repleto de materiais valiosos, incluindo ouro, que podem contribuir para um futuro mais sustentável e eficiente em termos de recursos.

Na indústria electrónica, o ouro é valorizado pela sua excelente condutividade e resistência à corrosão, tornando-o um material essencial na produção de eletrónica de alta qualidade. 

Artigos relacionados

BOLETIM SEMANAL!

Radar

Nossas melhores ideias, novidades, tendências, e pensamentos.

PT / ENG

+