Adama Sylla, decano da fotografia senegalesa, faz escala na capital tunisina

De 23 de fevereiro a 30 de junho, a associação cultural Le 32 Bis convida-nos a fazer uma viagem pela obra do fotógrafo senegalês Adama Sylla, exposta pela primeira vez na Tunísia. Muito respeitado na sua cidade natal, Saint-Louis, o fotógrafo esteve demasiado tempo na sombra, e as suas imagens vão finalmente ser reconhecidas pelo seu verdadeiro valor. Já expostas três vezes em 2017 e 2020 entre Saint-Louis e Dakar, depois duas vezes entre Lyon e Paris em 2021 e 2023, graças a Marc Monsallier da Galerie Talmart em Paris, que descobriu Adama Sylla quando dirigiu o Institut français de Saint-Louis entre 2017 e 2021.

Museu do Vidro Flutuante: arte e design para combater as alterações climáticas

O Museu do Vidro Flutuante é um projecto inovador onde as fronteiras entre arte e natureza se confundem e a água se torna uma tela de expressão contemporânea. O projecto é apresentado pelo escritório de arquitectura Luca Curci Architects, conta com a colaboração com Giulia Tassi Design e uma equipa internacional de arquitectos e designers com o apoio da inteligência artificial.

A Última Ceia revisitada por Tavares Strachan

Text by Chris Se for ver a exposição Tangled pasts, from 1768 to the present. Art, Colonialism and Change na Royal Academy of Arts em Londres, mesmo à saída de Piccadilly Circus, até 28 de abril, não vai querer perder a escultura em tamanho real do artista Tavares Strachan, que se encontra de forma impressionante no […]

No Japão as casas de banho públicas estão a dar espetáculo.

Se tivermos a sorte de fazer uma viagem ao Japão, ficaremos agradavelmente surpreendidos com a descoberta das famosas sanitas multiusos Toto, que há anos embelezam as casas e a vida quotidiana dos japoneses. Por outro lado, quando se trata de casas de banho públicas, um local de conveniência essencial para as necessidades espontâneas da natureza humana, a população japonesa lamenta há anos as infra-estruturas envelhecidas, escuras, sujas e nojentas da capital. Mas as autoridades do bairro ultra-popular de Shibuya, no coração da capital japonesa, finalmente levaram as coisas a sério.

Poderão os humanos habitar na Lua? Apresentado plano de habitat lunar

A exploração do espaço já não é uma novidade, mas continua a escalar etapas que poderão tornar reais todas as aspirações que só se aproximavam ao campo da ficção, tal é o caso da possibilidade da vida no Marte. Estudos até aqui efectuados não colocam totalmente de lado a hipótese de haver condições de vida num outro planeta. Um estudo publicado pela revista Nature indicou a descoberta de elementos que potencialmente provam a existência de vida naquele planeta.

A exploração do espaço já não é uma novidade, mas continua a escalar etapas que poderão tornar reais todas as aspirações que só se aproximavam ao campo da ficção, tal é o caso da possibilidade da vida no Marte. Estudos até aqui efectuados não colocam totalmente de lado a hipótese de haver condições de vida num outro planeta. Um estudo publicado pela revista Nature indicou a descoberta de elementos que potencialmente provam a existência de vida naquele planeta.

Mélio Tinga, a residência nas Maurícias e uma constatação: “Moçambique é uma ilha” 

O escritor e designer Mélio Tinga esteve em residência nas Maurícias através de uma bolsa de mobilidade do COI – Comissão do Oceano Índico. Objectivo: conhecer e interagir com o mercado literário daquele país do Índico e procurar estabelecer pontes e uma “nova” rota para a leitura no mundo da literatura moçambicana. De resto, aquele país foi um ponto de referência no tráfico de escravos partindo de Moçambique para o mundo, tendo ali alguns até se fixado.

O escritor e designer Mélio Tinga esteve em residência nas Maurícias através de uma bolsa de mobilidade do COI – Comissão do Oceano Índico. Objectivo: conhecer e interagir com o mercado literário daquele país do Índico e procurar estabelecer pontes e uma “nova” rota para a leitura no mundo da literatura moçambicana. De resto, aquele país foi um ponto de referência no tráfico de escravos partindo de Moçambique para o mundo, tendo ali alguns até se fixado.

Romance de Ayọ̀bámi Adébáyọ̀ na lista do Booker Prize de 2023

O Booker Prize, o prémio de maior prestígio do mundo para uma única obra de ficção escrita em inglês e publicada no Reino Unido ou na Irlanda, anunciou sua longa lista de finalistas para o ano de 2023. A Spell of Good Things, da nigeriana Ayọ̀bámi Adébáyọ̀ está entre nessa lista. Entre 160 romances candidatos, […]

+