Bienal de Dakar com 58 artistas reflecte “o despertar”

Entre 16 de Maio e 16 de Junho terá lugar a 15ª edição de Dak’Art: Bienal de Arte Contemporânea Africana, com a curadoria a girar em torno do tema “O Despertar”.

Com a direcção artística de Salimata Diop, a Dak’Art 2024 irá explorar a relação entre arte, sociedade, clima e história, particularmente no contexto de Dakar. Apelando ao despertar para as crises sociais e ambientais que o mundo enfrenta, a bienal posiciona os artistas como os impulsionadores de uma nova narrativa global.

Cinquenta e oito (58) artistas de África e da Diáspora foram seleccionados para a exposição internacional. A exposição internacional será estruturada em torno do tema desta edição numa viagem imersiva, graças a uma cenografia intimista, narrativa e séria. Esta selecção incorpora a extraordinária criatividade africana, com uma diversidade de meios, técnicas e universos artísticos. Do desenho à realidade virtual, passando pelo som, pela escultura e até pela fotografia, o processo de seleção para a exposição internacional foi orientado pelo compromisso com a inclusão, pela procura de um equilíbrio que transcenda fronteiras e celebre a rica tapeçaria de vozes artísticas. Artistas da diáspora africana trazem as suas experiências como africanos e afrodescendentes para todo o mundo e conviverão com artistas que vivem e trabalham no continente africano.

A organização comunicou o número recorde de candidaturas, na ordem de 600. 

Dak’Art 2024 consistirá em múltiplas exposições realizadas em vários locais em Dakar.

O Musée des Civilizations Noires apresentará uma vitrine de pavilhões nacionais, a Maison de la Culture Douta Seck e a Galerie nationale d’art receberão exposições de artes plásticas, com uma secção dedicada ao design no espaço Ndary Lo, no Old Courthouse.

Artigos relacionados

BOLETIM SEMANAL!

Radar

Nossas melhores ideias, novidades, tendências, e pensamentos.

PT / ENG

+